terça-feira, agosto 11, 2009

Rock "pimba" dos anos 70

As músicas de "Suzi Quatro" era o "novo" rock que mais se ouvia no meu tempo… passaram-me alguns dos discos da cantora pelas mãos em “festas de liceu” … mas por incrível que pareça não tenho qq disco desta bonita cantora.
SUZI apresentava-se em palco a tocar com grande estilo... neste caso “viola baixo”. Por ACASO até Gosto muito de ver uma MULHER a tocar viola/guitarra....manias minhas!!!
A carreira de Suzi nos anos 70 foi marcada pela versões de clássicos de Little Richard e Elvis Presley, entre outros... lançou os álbuns "Suzi Quatro" (1973), "Quatro" (1974), "Your Mama Won't Like Me" (1975), "Aggro-Phobia" (1977), "If You Knew Suzi" (1978), "Suzi And Other Four Letter Words" (1979).
No início da década de 80 a música “American Lady” ainda foi escutada nas rádios. Apesar de ter ficado um pouco esquecida, ainda lançou mais três discos nos anos 80: "Rock Hard" (1981), "Main Attraction" (Polydor, 1983), "Rock 'Til Ya Drop" (Biff, 1988).
Em 1991 apareceu com o disco “Oh, Suzi Q” infelizmente a cantora percebeu que já não existia mais público… para ela. Temos pena!!
Mas o seu trabalho continua a ser recordado através de algumas colectâneas lançadas no mercado discográfico
.

Nota: Não, esta não foi mais uma música a pedido da Ovinho... mas um dia vamos ouvi-la tocar assim... ;)

24 comentários:

Dina disse...

ADORO!! Quantas e quantas recordações me trazem as músicas de Suzi Quatro!

fj disse...

muitas recordações mesmo...no nosso tempo era o tipo de musica rock mais ouvido pela malta estudantil... e sem duvida eram os discos mais transportados para as festas de garagem e... não só!...
pelo menos no que tenho mais em memória e no meu grupo da época.

Cátia disse...

Fj,

Nao conheço este grupo, nem tao pouco a musica... ignorancia? Talvez a minha... mas graças ao post ja sei um pouco mais... Talvez nao conheça porque... hum... porque a maioria das musicas apareceram antes de eu aparecer... Apesar de isso nao ser indicativo de nada que gosto dos anos 70 mas...

bem, enfim... estou no ir... tenho uma viagem até ao mexico para fazer...

Fui

Dina disse...

É quando leio coisas como estas que sinto que os anos passaram mesmo...ela nos anos 70 ainda estava em projecto...ou nem isso!!
Ai que me estou a sentir tão velhinha!

Ovinho Estrela(do) disse...

Cátia, cariño mio!

O facto de as músicas terem sido lançadas ainda tu nem eras uma ervilhita na barriga "dji mámãe" não quer dizer que não conheças! :D

Ainda há tempos falava com as minhas colegas sobre isso: ou seja, há músicas que actualmente passam nas rádios nacionais, já com mais de 20 anos (as músicas) e os miúdos pensam que são de grupos actuais! E cantam felizes da vida a achar que são recentes, quando já eu as cantava e dançava ainda eu mesma usava fraldas!
É que há grupos e músicas que são intemporais!
Não terá sido o caso aqui da Susy 4, claro. Que não passou de cantora de circunstância, digamos assim.

Ai que diálogo sério estamos a ter sobre música! Vai lá, vai! Só nos falta a bebida, o cigarro e a mesinha redonda! Muito bem, a conversarmos como pessoas civilizadas! Ou me está a fazer falta a Linda ou hoje estou muito snob! :D

Só não percebi porque é que im dia me hão-de ouvir tocar assim... As minhas alas de viola servirão para eu ajudar no coro da missa com as minhas amigas de profissão! e para tocar as Dunas dos GNR e Cristiano da Cátia quando estiver entre amigas e em família, ora essa.

Cátia disse...

Querida Dina, nasci no ano do disco "Main Attractionque"... mais posso dizer? Mas nao se sinta velhinha que neste momento eu é que me estou a sentir uma criança.. aim.... vou ali crescer uns anos e já volto!!

Ovinho, concordo perfeitamente que a musica nao tem idade. Eu gosto imenso de músicas de outros decadas, de outros estilos. E acho até, da melhor musica que há, foi feita nos anos 60 e 70: não podemos esquecer os Beatles, os Bee Gees ou outras Grandes Senhoras que me têm acompanhado ao longo dos meus ultimos 10 anos e que têm as músicas da minha vida que são Janis Joplin e Aretha Franklin (Dina não estou a pedir nada, mas.....), entre outras. Claro que eu gosto de musica actual e que me divirto com ela mas, existe excelencia nestas senhoras. E quando se descobre a excelencia é mais dificil gostar de tudo o resto... Podia continuar a falar noutros nomes de excelencia que mas... como dizes, isto já está mt sério por aqui...

Ohhh Linda a falta que nos fazes... As coisas ficam logo sérias, credo!

Beijos para todas
CA

Ovinho Estrela(do) disse...

Ora bem, vou passar a esclarecer.

Quando eu referi que estavamos a ter um diálogo sério, estava justamente a brincar, certo?
Não estava a querer dizer (que eu não sou daquelas que quer dizer e manda recado, que pensa e escreve o contrário, etc. Não sou dessas) jamais e em tempo algum que aqui não se têm conversas sérias. simplesmente escrevi isso porque estavamos mesmo a debater, ainda que vagamente, um assunto, ora essa. E escrevi isso.
É que pode ser entendido (como o foi por ti, Cátia) que eu quero dizer que aqui é só brincadeira e rambóia e que as coisas sérias não terão espaço.

Venho a este blog há muito, muito tempo. Aqui já estive meses calada. Aqui já comentei de forma sensibilizada. aqui já comentei perdida de riso e aqui já comentei de forma séria.
Aqui e noutros sítios. Porque entendo que quando se deve brincar, brinca-se. Quando se deve ser sério, é-se sério.
Como estávamos justamente em "amena cavaqueira", eu deixei essa tirada em jeito de brincadeira saudável, jamais a querer dizer que aqui não se é sério.
E muitas vezes a brincar também se dizem coisas sérias.

Espero ter esclarecido devidamente que não utilizei aquela frase nem com sentido crítico nem pejorativo, portanto, Cátia, se tens mais a dizer sobre esta questão das músicas intemporais, deves fazê-lo que aqui não há metas nem fins de conversa.
Pelo que eu escrevo, responsabilizo-me eu, que as pessoas wque me conhecem na escrita sabem como sou.
Mas não digas tu que não escreves mais porque eu disse em cima que isto estava sério.
Estava sim senhora e muito bem. O que não invalida que eu deixe uma tirada em jeito de brincadeira. Tirada essa que ou é bem interpretada ou vale pelo que vale: nada.
Portanto, se tens mais a dizer e a partilhar, deves fazê-lo, ora essa.

Voltando ao post, quando referi a intemporalidade de alguns cantores ou grupos musicais, não me referia apenas a excelências tipo Beatles e afins.
Um exemplo básico: os Depeche Mode.
Recordo os meus 18 anos com eles na berra em tudo quanto era rádio nacional e discotecas! Actualmente, duas décadas depois, os miúdos ouvem-nos nas mesmas rádios e pensam ser um grupo recente, não imaginando que os seus pais (os pais dos meus alunos têm a minha idade) cresceram já com este grupo. E quando grupos, bandas, cantores reeditam os seus "hits" isso é mais notório! Miúdos entoam as músicas sem imaginarem os anos luz que já carregam em cima! Acho isso engraçado!

Mas como já referi, lá está... O grupo em causa no post não atingiu esse intemporalidade, mas marcou quem foi do seu tempo.

Beijinhos!

(Tité, se aqui passar, espero que esteja em alta com as suas netinhas!! Viva-as ao máximo e cá espero pela partilha das suas histórias e vivências com elas!)
:))

Tite disse...

Amigas,

Estou de intervalo, mas não posso demorar.
Vou aproveitar para fazer umas compras mais descansada e liberta.
É que quando elas estão por aqui ou andamos a correr no jardim e elas me ajudam a regar para se darem umas mangueiradas umas às outras (que felizes que elas ficam quando se encharcam desta maneira) ou procuramos os parques infantis da região ou... tenho que preparar as papinhas porque já são horas, claro.

A mais pequenita, quase com 2 anos (faz no dia 29) diz tudo e corre tudo que até parece uma formiguinha. Se não estou atenta só brinca com o que tenho nas gavetas e que eu não autorizo porque são os brinquedos da Avó.

Bem, mas agora estou cheia de pressa.

Beijitos para todas e até ao meu regresso.

Tite disse...

fjota,

Desculpa. Já me ia embora sem te dizer que adorava ouvir e dançar a música desta roqueira dos anos 70. A década em que fui mãe dos meus dois rapazes que me ensinaram a gostar mais da batida roqueira se possível.
Eu fui da geração do Rock e do Twist e não tenho complexos porque assim... gosto e conheço as músicas de todas as gerações desde os anos 30 apesar de só ter nascido nos finais da década de 40.

Sou velhota mas muito actualizada.
Agora só tenho que me informar mais com as netas mas, deixem que vos diga que a Marta (de 4 anos a fazer no próximo dia 18) ontem me pediu para por músicas do Michael Jackson, e esta hein???

Beijossssss

Cátia disse...

Ovinho, não quis ofender e ao dizer o que disse foi tambem um tirada para terminar... Não estou a dizer que aqui nao se fala sério... como poderia? Não existem espaços mais ou menos sérios, não existem posts mais ou menos sérios, porque tudo depende do rumo em que seguem os comentários... Deixo o meu pedido de desculpa, a ti Ovinho e aos administradores aqui do espaço. se de alguma forma exprimi-me mal.

Eu gosto imenso deste tipo de discussões, aprendo sempre imenso e se há uma coisa que eu gosto é de aprender. E quando referi nos nomes que referi porque são nomes que me dizem alguma coisa (ou muito).

Corroborando o que disseste, no outro dia falavam do concerto dos Eagles no Pavilhão Atlantico, em que o filho dessa pessoa cantava de forma vibrante a mesma música que a mãe cantava na sua altura. Existem musicas e/ou grupos que se destacam e que ficam.

Um beijo enorme,
CA

Tite disse...

Cátia,

Parece que não conheces a ovinho...
ela é assim, umas vezes fala muito a sério, outras muito a brincar.

Só nos resta estar na sua onda e responder à letra e tudo e tudo e tudo.

Se nós não estivéssemos habituadas até que, às vezes, aquela conversa séria iria fazer-nos supor que ela já chegou à minha idade. Outras parece uma miúda mais novinha que tu. Portanto, o melhor a fazer é ir na onda...

Beijocas da Tité

Tite disse...

Ah!
já me esquecia...

Já repararam como ela anda amofinada com o fjotinha?

Quem diria, né?

Claro que eu estou aqui estou a ver a birra a passar-lhe e ela voltar a "xingá-lo" comme d'habitude.

Jinhos para todos

PS - o que isto tudo me diverte.

Ovinho Estrela(do) disse...

Bem... Como eu previa...

Cátia, vamos lá ver se nos entendemos que já começo a perder tempo e paciência para estas coisas, e isso, sim, é que NÃO É A MINHA "ONDA".

Eu não escrevi em lado que algum que tinhas ofendido. Escrevi, sim, que poderias ter interpretado mal a frase que eu deixei. Entre ofensa e incompreensão da leitura que fazemos da escrita dos outros (pois que não lhes ouvimos a voz nem os conhecemos há anos, nem há meses sequer) vai uma grande diferença.
Portanto, e em suma, o que eu vim esclarecer foi essa eventual interpretação diferente que se possa (tu) ter dado ao que escrevi quando falei em seriedade.
Mesmo no nosso dia-a-dia, se os assuntos estão sérios, naturalmente, que uma brincadeirita não aquece nem arrefece o ritmo da conversa. foi apenas isso.

Tité, isso é que tem sido "viver" as netinhas! deve estar no céu rodeadinha delas! Mas também lhe digo: elas devem estar num paraíso! Que estar junto da Avó é a coisa mais doce que uma neta pode desejar!! Saudadinhas da minha... Tantas, tantas!!
Um beijinho grande para as suas pimpolhas queridas! :)

Quanto ao resto, cara Tité Maria (lá estou a brincar porque tenho a mania de acrescentar o "Maria" a toda a gente, por isso não precisa de esclarecer que não é Maria! eheheh), é relativo o facto de dizer que eu sou de ondas. Não. Posso brincar e estar mais séria, pois claro que depende da forma como decorrem os posts, as caixas de comentários e se "conheço" mais ou menos os comentadores e donos dos blogs. Se leio um post em que alguém morreu, obviamente que não deixo uma gargalhada. se leio umj post em que alguém está doente, é claro que não me rio. Se no post seguinte a pessoa está na maior: risada geral que cada dia é O dia! Portanto, isso da onda, pode é variar de acordo com o que leio dos outros ou não.
Também posso considerar a "onda" que refere, em casos em que me atacam ou me demonstram que, afinal, nuns sítios são de uma forma e noutros são de outra. Comichão, muita comichão... no entanto, não tenho que andar com lições de moral a quem quer que seja porque eu não sou formadora nem professora na blogspot. Assim, alguma ignorância temporária e esquecimento de gente com atitudes estranhas ou sérias demais para o meu tipo de registo são a solução. Tal como faço no meu dia-a-dia.
Habitualmente, não sou de dramas, tendo sempre a deixar uma nuvem e uma brisa fresquinha. Que nem sempre sou bem entendida? (Felizmente poucas vezes acontece, mas adianto que quando acontece é para o lado que melhor durmo e as caras de amuados dos outros só os favorece na "fotografia".)Certíssimo! Mas nada como remediar dentro da pouca boa educação que a Nossa Senhora da Paciência me deu.
Portanto, NESTE caso apenas vim esclarecer a minha frase. Não me senti ofendida, Cátia. Se me tivessem ofendido, garanto que nem um ponto final mais leriam aqui.

Esclarecimento, tão só e apenas. Mas quando um esclarecimento, ainda por cima tão lúcido como o que fiz é entendido de outra forma... Não posso negar que me deixa a pensar... :))

Tité, mon amour!! Todas as guerras do mundo fossem como o meu arrufo virtual com o Fj! Todos os arrufos fossem como o nosso e ficaríamos com a sensação de que quem mandava no governo afinal era Deus e não o Sócrates!!
Tem saudades de me ver "xingá-lo"? Quer maior "xingamento" do que ter-lhe recusado um tango?!? :D

Beijnhos!

Ovinho Estrela(do) disse...

Adenda:

só queria acrescentar que o que eu mais aprecio na blogosfera é a interactividade entre as pessoas. Se essa interactividade se pautar pelo respeito e nenhumas humilhações, melhor ainda!

Sei que acontecem incidentes de incompreensão quando lemos certas coisas justamente, como já referi, porque não conhecemos as pessoas, não as ouvimos... E para isso existem os esclarecimentos.

É de meu porte, quando tenho alguma coisa que me desagrada, tomar duas atitudes:

- ignorar a pessoa

- resolver questões sérias via mail, MAS ISTO APENAS no caso de a pessoa até ter a minha consideração. Só em casos destes é que me dou ao trabalho de alinhar nisso.

Portanto, mesmo que eu tivesse ficado ofendida, garanto que não seria na caixa de comentários de blog algum que eu iria debater o que quer que fosse.

Cátia, tu não me conheces bem, obviamente, mas les-me em muitos lados e tenho a certeza que sabes que este tipo de coisinhas e loisinhas me diz o seguinte: nada!

Adiante!

Siga para a música seguinte!

Tite disse...

Olha Ovinho Maria,

Podes tratar-me por Maria porque até o nome da minha neta mais nova é Maria do Mar porque o primeiro nome é em honra desta avó.

A Rita tinha nome da outra Avó. Como não gostavam de Natércia lá ficou a piquenita com o nome de Maria que é o que está a dar na actualidade.

No meu tempo todas éramos Marias lá em casa. Não fosse o 2º nome e era a verdadeira confusão!!!

Portanto... quem me chamar Tité Maria só pode merecer o meu respeito, apesar de eu ser Maria Tité ehehehe! (que confusão que para aqui vai!!!)

Beijosssss

PS - Já viste o Pedro da tal Caza Nova lá no MaMaRiSo?

Ovinho Estrela(do) disse...

Pronto!!!

então vai ficar Tité Maria!! E em dias de muito trânsito, Maria Tité!!

MAS!!! Há sempre um "mas"... :)

MAS, também corre o risco de eu lhe chamar alguma vez Mary! Acho elegante, sei lá!! :D

Beijinhos, linda avó das suas netinhas!!! :))

Ai já temos Pedrinho no seu blog? Hoje de manhã não tinhamos... E ainda pensei reclamar!! Mas como anda sem tempo por causa das pequenotas e tudo e tudo e tudo... Deixei passar!! Deixei!! :D

:))))))

fj disse...

la!la!la!la!la!la!...la!la!la!la!la!la!......la!la!la!la!la!la!
la!la!la!la!la!la!......la!la!la!la!la!la!
la!la!la!la!la!la!.......
la!la!la!la!la!la!......la!la!la!la!la!la!
la!la!la!la!la!la!.......la!la!la!la!la!la!

******* FJ ********
(assinatura legivel)

Ovinho Estrela(do) disse...

Tens toda a razão! Por acaso tens!

lalala!

E sai um ovo a abanar as saias!

Tite disse...

fj,

tens que te mascarar de galo, pato ou um galináceo mais nobre... sei lá? Cisne?

Talvez assim consigas chamar a atenção sobre ti. O que achas?

Com este visual de careca bigodudo e ainda por cima de calções verdes com pintas vermelhas mai'las ricas botas botildes... hummmm! sei não!!!!

fj disse...

Tité fica sabendo que o meu papela na blogosfera é mesmo o de não chamar a atenção....senão seria muito fácil fazê-lo!!
ehehehe!!!
Agora ate posso ficar um pouco traumatizado pelo q disseste...não me digas q não gostas dos meus calções e das minhas botas...?? ja para não falar da minha quase careca e do bigode farfalhudo
:D

Bem!!
só mudei de cenario por ordem de outros valores da actualidade...
uma vez q hoje lutamos pela EUROPA dos melhores.
:)))

Tite disse...

Então assim até sou capaz de compreender a nova fatiota.

Força leões!!!!

fj disse...

Tite

pronto! voltei vestido como gostas!...
não sei é até quando...
:D

Tite disse...

Achas que esta fatiota dá sorte à nossa equipa?

Logo verei e comentarei.

Abraços leoninos de botifarras

Joana Rita disse...

Não conhecia esta banda mas pela primeira vez que os ouvi gostei muito dela.
Conheci esta banda porque o meu pai estava a falar na Suzi quatro,fui ao pc e vi.